domingo, 2 de fevereiro de 2014

Poesia de Sergio Antonio Meneghetti - Trocando de Roupa; A síntese da vida. - Criatura

  
 
Poesia de Sergio Antonio Meneghetti

 

Trocando de Roupa; A síntese da vida. - Criatura

 

Trocando de Roupa

 

Antes da vinda do Cordeiro
Meus pés já pisavam este chão
Há mais de dois mil anos eu era guerreiro
E muitos tombaram pela minha mão.

Exércitos obedeciam as minhas palavras
Leais soldados com ódio e escuridão
Empunhavam lanças, escudos e espadas
E a dor era ignorada em meu coração

Pela velha Europa eu viajava.
Atrás das minhas pegadas, sangue e devastação
O poder somente me importava
Ilusão inglória de uma civilização.

Como toda efemeridade que me alimentava
O meu corpo tombaria por outra mão
Neste momento nada mais eu anelava
Pois só restava acordar em outra condição.

Por séculos e séculos, neste vai e vem.
Tive que aprender a dura lição
O poder e o comando a gente acha que têm
Mas o que se tem; está dentro do coração.

O esquecimento da mente não destrói o passado
E a cada dia pode-se construir um novo presente
E nesta bondade como flecha sou arremessado
E se cair, posso levantar-me novamente.
 

1 comentário:

  1. Que brilho de poemas, poeta Sergio Antonio Meneghetti!
    Um abraço.

    ResponderEliminar